5 fenômenos que podem ser minimizados com a filtragem de gases poluentes

Não é recente a atenção que as atividades humanas atraem, focadas em desenvolvimentos diversos da espécie, quando observamos o impacto ambiental que cada uma dessas ações causa à natureza.

A emissão de gases poluentes, inclusive, é uma das principais preocupações, tendo em vista que houve um exponencial aumento na produção deles a partir das primeiras revoluções industriais, o que tem levado a uma série de inovações e contramedidas, como a filtragem de gases poluentes.

Por isso, no post de hoje, vamos falar sobre os principais fenômenos ambientais que podem ser minimizados pelas indústrias por meio da filtragem de gases poluentes, garantindo uma atmosfera mais pura. Acompanhe.

#1 Poluição

Indiscutivelmente, a poluição é o grande problema gerado pelo desenvolvimento industrial. São consideradas atividades poluidoras aquelas que provocam qualquer tipo de alteração no meio ambiente.

Assim, elas podem ser focadas em:

  • Mudanças nas características do meio em que tais particularidades naturais estão inseridas;
  • Na introdução de substâncias naturais, mas estranhas, a algum tipo de ecossistema;
  • Na introdução de substâncias artificiais tidas como estranhas em qualquer ambiente natural.

Não faltam, inclusive, agentes que poluam a nossa atmosfera diariamente, em decorrência da emissão de gases, como o monóxido de carbono (CO), resultado da queima incompleta de combustíveis, o dióxido de enxofre (SO), presente nos combustíveis fósseis, e o monóxido de nitrogênio (NO), decorrente de todo tipo de combustão no ar atmosférico.

Assim, contar com o máximo de alternativas para tornar o ambiente menos insalubre é essencial, tornando a filtragem de gases poluentes um dos principais cuidados em qualquer indústria.

#2 Inversão térmica

É um fenômeno natural que tem ocorrido com grande frequência nos grandes centros urbanos — onde existe, consequentemente, maior atuação industrial. Ele é caracterizado, justamente, pela inversão atmosférica: o ar frio se concentra embaixo e o ar quente mais acima.

Isso acontece porque as cidades costumam absorver uma quantidade maior de calor durante o dia, enquanto, à noite, ele é dispersado com mais facilidade. Com a inversão, mais poluentes ficam concentrados na atmosfera, em vez de subirem, sendo um agravante e tanto para a qualidade de vida das pessoas e com um impacto gravíssimo no meio ambiente.

#3 Ilha de calor

Mais um resultado decorrente do desenvolvimento industrial, as ilhas de calor surgem quando os ambientes verdejantes são, gradativamente, substituídos por toneladas de concreto, que contribuem para um significativo aumento na irradiação de calor para a atmosfera.

Isso cria um efeito estufa localizado, que retém o calor e, consequentemente, aumenta a temperatura na região, fazendo com que os poluentes sejam direcionados diretamente para as zonas de concentração urbana.

Mais uma vez, a principal medida que as indústrias devem tomar é a adequação aos padrões de cuidados ambientais previstos em lei, entre eles, o já citado método preventivo de filtragem de gases poluentes.

#4 Efeito estufa

Este é o nome dado quando ocorre um desequilíbrio na atmosfera, devido a retenção de alguns gases nela, como é o caso do metano e, principalmente, do dióxido de carbono, entre outros poluentes.

Consequentemente, presencia-se uma mudança ambiental de grande impacto. A elevação de temperatura é uma das mais sentidas, e modifica as condições de vida no planeta, por isso é tão importante adotar a filtragem de gases poluentes na gestão de qualquer tipo de indústria.

#5 Chuvas ácidas

Os poluentes na atmosfera, em contato com as nuvens carregadas, geram uma elevação no nível natural de acidez na estrutura atmosférica e, consequentemente, fazem com que caia uma verdadeira chuva ácida.

Entre os principais ácidos, podemos citar o sulfúrico, o nítrico e o nitroso. Isso pode ocasionar a corrosão de metais diversos, bem como de monumentos históricos e outras estruturas urbanas e elementos naturais do planeta, como as florestas.

Até por isso, muitas indústrias têm apostado em ações coletivas e benéficas ao bem-estar do planeta, visando minimizar o impacto que a produção industrial causa na atmosfera, como, por exemplo:

  • O reflorestamento de áreas desmatadas;
  • O trabalho de despoluição de rios, córregos e represas, entre outras áreas fluviais;
  • A prática de um desenvolvimento mais sustentável;
  • O uso consciente de todos os nossos recursos naturais;
  • A conscientização da importância em preservar o meio ambiente.

Ou seja: são muitas as ações que visam reduzir o impacto ambiental, mas isso pode começar dentro da sua própria indústria, com a filtragem de gases poluentes.

E o que a sua empresa tem feito, nesse sentido? Compartilhe conosco as suas opiniões e vamos estender o debate sobre o assunto!

Deseja receber um contato da Flue8 para entender melhor como podemos ajudar a sua indústria a evitar os problemas mencionados acima?

SOLICITAR UM CONTATO

Related posts

Sem comentários

Deixe seu comentário

Equipamentos de Ventilação Industrial